Criolipólise: saiba tudo sobre a técnica que congela e destrói a gordura localizada

Compartilhe esse artigo!
Por  Equipe Onique  |  Publicado em 31 de janeiro de 2017 | Atualizado em 03 de agosto de 2018

Criolipólise: desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a técnica usa baixas temperaturas e promete acabar com a gordura localizada.

Realizada através de um aparelho, colocado na superfície da pele, atua congelando as células de gordura que através das temperaturas negativas são então destruídas. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expele naturalmente.

O tratamento vem fazendo tanto sucesso que está sendo chamado de “a nova lipoaspiração”, com a diferença de que diferentemente desse método, a criolipólise não é um procedimento cirúrgico.

A criolipólise é feita com a ajuda de um aparelho específico cujos aplicadores acoplam-se perfeitamente às diferentes áreas do corpo.

Esse aparelho possui ponteira que realiza um poderoso vácuo que promove a sucção da pele e da porção de gordura localizada. Ao mesmo tempo, o resfriamento intenso e controlado da gordura destrói as células de gordura.

O resfriamento controlado age danificando seletivamente as células adiposas, que são mais sensíveis ao frio, sem causar qualquer dano a nervos, músculos e outras estruturas próxima.

Indicações da criolipólise

A criolipólise não é um tratamento para sobrepeso ou obesidade. Ela é opção para pessoas que tenham gordura localizada em algumas regiões corporais, o famoso pneuzinho. De acordo com o fabricante, o procedimento elimina até mesmo aquela gordura incapaz de ser combatida com dieta e exercícios físicos.

Contraindicações

A dermatologista Mariana Barbato explica que nem todo mundo pode fazer a criolipólise, é preciso passar por uma avaliação detalhada antes.

A criolipólise é contraindicada para pessoas com sensibilidade ao frio, com hérnias no local da aplicação, infecções na pele, para gestantes e para quem passou por cirurgia recentemente.

Para quem pretende emagrecer, vale lembrar que o método combate a gordura localizada e não o excesso de peso, pois não atinge gordura em todas as áreas do corpo ou mesmo a visceral, gordura que se deposita entre os órgãos.

Reações adversas e complicações

Pode haver dor no local após o procedimento, podendo durar até uma semana. Em caso de dor importante, pode-se fazer uso de analgésicos. Além da dor, inchaço e hematomas também são comuns de serem vistos, regredindo totalmente com o passar dos dias.

Cuidados

Quando o procedimento é feito por pessoas que não estão aptas à faze-los ou com aparelhos não certificados, complicações como queimaduras e outras, ainda mais sérias, podem ser encontradas.

Uma ou duas sessões de Criolopólise, já são suficientes para trazer resultados. Mas há casos em que são necessárias mais sessões. A partir do décimo dia a quebra de gordura já pode ser visível, mas o efeito máximo acontece de dois a três meses após a sessão.

Não existem sessões de manutenção, para manter o resultado obtido deve-se evitar o ganho de peso, através de hábitos saudáveis: dieta balanceada e pratica de atividade física.[vc_row css=”.vc_custom_1478024067242{margin-right: 5px !important;padding-top: 15px !important;padding-right: 20px !important;padding-bottom: 25px !important;padding-left: 20px !important;background-color: #f1f5f8 !important;border-radius: 4px !important;}”][vc_column width=”1/6″ css=”.vc_custom_1467746880870{margin-right: -30px !important;}”][vc_single_image image=”12514″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_circle_2″ onclick=”custom_link” link=”https://oniquenutrition.com/blog/sobre/”][/vc_column][vc_column width=”5/6″]

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.