Como exercícios intensos interferem na nossa imunidade

Compartilhe esse artigo!
Por  Equipe Onique  |  Publicado em 23 de março de 2017 | Atualizado em 03 de agosto de 2018

Você saiba que os exercícios intensos podem interferir na nossa imunidade?

Essa queda ocorre pois ela diminui nos músculos a glutamina, que tem um fluxo direto dos músculos para fígado, intestino, rins e sistema imunológico.

Com o maior número de atletas desenvolvendo infecções por vírus (viroses), onde 3% a 5% provocam inflamações do musculo do coração (miocardites), existem grandes possibilidades de complicações por arritmias e de insuficiência cardíaca.

As mais frequentes inflamações são as viroses das metrópoles, representadas pelo vírus coxsakie e o da gripe A1N1.

Como isso acontece?

O exercício físico induz alterações não definitivas do nosso sistema imunológico. A intensidade, a duração e o tipo de exercício determinam as alterações que ocorrem durante e após esforço. Existe um verdadeiro sistema de comunicação metabólico, imunológico e muscular que participa na coordenação, integração e regulação de tudo que acontece durante a atividade.

Diferentes tipos e cargas de exercício podem provocar alterações distintas na imunidade e sabe-se que se for moderado (<60% do consumo máximo de oxigênio- VO2 máx. medido no teste cardiopulmonar) parece estar relacionado ao aumento da defesa orgânica, enquanto que se for mais intenso e prolongado (>65% do VO2 max) ou seja o treino excessivo, parecem enfraquecer a imunidade.

Essa queda da imunidade ocorre porque ela diminui nos músculos a glutamina, um aminoácido não essencial que tem um fluxo direto e contínuo dos músculos para o fígado, intestino, rins e sistema imunológico.

Como o sistema imunológico necessita de muita glutamina para a manutenção de suas funções, e o exercício físico induz o aumento da atividade dessas células.

Como evitar a queda na imunidade com exercícios intensos?

Atletas, sejam elas amadoras ou profissionais, que mantém níveis muito elevados de volume e intensidade de treinamento, por podem estar suscetíveis à viroses.

Se este é o seu caso, mantenha sempre que possível, um ritmo de treino dentro do confortável, caso necessita de forte elevação do treinamento, com finalidades competitivas, siga as instruções do educador físico/treinador, com seu médico do esporte e nutricionista, e siga a estratégia programada rigorosamente. E nunca aumente seu ritmo de treino sem conhecimento profissional.[vc_row css=”.vc_custom_1478024067242{margin-right: 5px !important;padding-top: 15px !important;padding-right: 20px !important;padding-bottom: 25px !important;padding-left: 20px !important;background-color: #f1f5f8 !important;border-radius: 4px !important;}”][vc_column width=”1/6″ css=”.vc_custom_1467746880870{margin-right: -30px !important;}”][vc_single_image image=”12514″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_circle_2″ onclick=”custom_link” link=”https://oniquenutrition.com/blog/sobre/”][/vc_column][vc_column width=”5/6″]

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.