Saiba como as fibras podem ajudar a reduzir o risco de câncer

Compartilhe esse artigo!
Por  Equipe Onique  |  Publicado em 25 de janeiro de 2018 | Atualizado em 03 de agosto de 2018

Além dos benefícios para a saúde intestinal, foi demonstrado em estudos recentes que as fibras são grandes aliadas da prevenção ao câncer, especialmente para o câncer de mama. Elas estão presentes em alimentos integrais, grãos, frutas, verduras e legumes, principalmente, sendo a beta glucana uma das mais importantes fibras para prevenir o câncer.

As fibras são carboidratos não digeríveis, ou seja, elas são resistentes à ação das enzimas de digestão do intestino, sendo então totalmente ou parcialmente fermentadas pelas bactérias presentes no intestino grosso. Dessa forma, elas se dividem em fibras solúveis e insolúveis.

As fibras solúveis, como a pectina presente nas frutas, quando em contato com a água formam uma espécie de gel que retarda o esvaziamento gástrico e promove mais saciedade. Já a fibras insolúveis, como o farelo de trigo, passam quase intactas pelo trato gastrointestinal, contribuindo assim com o aumento do bolo fecal e acelerando o trânsito intestinal.

Elas já são conhecidas também por reduzir o risco de desenvolvimento de algumas doenças, como as cardiovasculares, a diabetes mellitus e algumas desordens gastrointestinais. Mas veja agora as fibras para prevenir o câncer, como elas agem no organismo para reduzir os riscos do desenvolvimento dessa doença.

Fibras para prevenir o câncer

Recentemente alguns pesquisadores demonstraram como as fibras podem ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de câncer, apontando a beta glucana como a principal delas, especialmente em relação à prevenção do câncer de mama.

Eles acreditam que as fibras têm esse benefício ao organismo pois são capazes de suprimir a proliferação de células defeituosas, ou seja, de células tumorais. Além disso, eles também afirmam que as fibras ajudam a reduzir o estresse oxidativo e a modular as vias imunológicas associadas à redução da diferenciação de tumores. Outro estudo também demonstrou que o consumo de alimentos ricos em fibras esteve associado à redução de 23% da mortalidade por câncer.

Portanto, ao incluir alimentos ricos em fibras na dieta, além de se ter todos os benefícios já conhecidos destes compostos, também tem-se a diminuição do risco de desenvolvimento de câncer, provendo a saúde do organismo.[vc_row css=”.vc_custom_1478024067242{margin-right: 5px !important;padding-top: 15px !important;padding-right: 20px !important;padding-bottom: 25px !important;padding-left: 20px !important;background-color: #f1f5f8 !important;border-radius: 4px !important;}”][vc_column width=”1/6″ css=”.vc_custom_1467746880870{margin-right: -30px !important;}”][vc_single_image image=”13707″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_circle_2″][/vc_column][vc_column width=”5/6″][vc_column_text]Dalcia Klimaczewski[/vc_column_text][vc_column_text]24 anos, comunicóloga e graduanda em Nutrição pela Universidade Federal do Paraná. Adepta à nutrição comportamental, acredita que a saúde e o bem-estar são consequências do equilíbrio entre o corpo e a mente.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.