Noite mal dormida pode afetar o coração

Compartilhe esse artigo!
Por  Equipe Onique  |  Publicado em 09 de setembro de 2017 | Atualizado em 03 de agosto de 2018

Noite mal dormida: dormir menos do que o necessário em uma noite afeta, não só o coração como a concentração e sistema imunológico. Entenda por quê!

Noite mal dormida, são inúmeros os motivos que tiram nosso sono. Tem gente que não dorme por conta das preocupações do dia a dia; há aqueles que optam pela noitada em detrimento do descanso físico; existe quem não consiga pregar os olhos quando divide o colchão com outra pessoa; e, claro, não podemos esquecer dos indivíduos que viram a madrugada trabalhando.

Mas o resultado é sempre o mesmo: baixo rendimento no dia seguinte.

É inegável que uma noite mal dormida é maléfica à saúde – mas talvez os malefícios sejam ainda maiores do que imaginamos.

Noite mal dormida: malefícios

Aumenta a chance de acidentes

Pode parecer óbvio, mas sabia que com apenas um pouco de redução do sono já aumentam os problemas com concentração? Ai, seu problema no trânsito não será apenas o sono.

De acordo com a otorrinolaringologista e médica especialista em sono, Angela Beatriz Lana, com apenas uma hora a menos de sono já é possível sentir efeitos do cansaço no dia seguinte e dificuldades de concentração: erros pequenos no trabalho, esquecimento de palavras ou tarefas, desconcentração no trânsito. Portanto, vale separar uma horinha mais para passar entre os travesseiros!

Aumenta os problemas de memória

Há algum tempo os médicos já sabem que é durante a noite que nós fixamos a memória: as lembranças do dia se fixam nesse momento. Por isso mesmo, com uma noite mal dormida, já é possível sentir diferenças. “A fase das ondas lentas (em que dormimos sem pensamentos) e o sono REM (fase em que dormimos menos profundamente) são fundamentais para essa assimilação, e ambas só são atingidas quando chegamos ao sono mais profundo, o que se reduz quando dormimos pouco”, explica Lorenzi.

Noite mal dormida: consequências para o corpo

Então, vamos citar alguns pontos negativos da falta de sono para termos a certeza (ou nos lembrarmos) de que uma noite bem dormida deve ser prioridade em nossas vidas.

Dormir menos de seis horas por dia pode prejudicar o coração. Quem faz o alerta é o cardiologista do Incor especializado em medicina do sono Luciano Drager. O sono é essencial para a saúde mental, a saúde da pele, para combater infecções e evitar a obesidade.

A Universidade de São Paulo está fazendo uma pesquisa para investigar o que as poucas horas de sono podem fazer com a nossa saúde, inclusive com o coração. Os 2.400 voluntários usam um aparelho, por uma semana, para registrar as horas de sono. Por enquanto, 27% das pessoas avaliadas dormem menos do que seis horas por noite.

Uma outra pesquisa feita nos Estados Unidos com 1.300 pessoas revelou que pacientes que têm fatores de risco para problemas cardíacos e dormem menos de seis horas por noite têm o dobro de chances de morrer por complicações cardiovasculares, como infarto e AVC.

Algumas estratégias podem ser adotadas para melhorar a qualidade do sono: terapia cognitiva comportamental, higiene do sono, exercícios de relaxamento e meditação.

Conheça outros problemas de uma noite mal dormida

  1. Alteração de humor
  2. Deficit de atenção, memória e raciocínio
  3. Baixa do sistema imunológico, tornando-se mais suscetível a doenças
  4. Obesidade e diabetes
  5. Hipertensão

[vc_row css=”.vc_custom_1478024067242{margin-right: 5px !important;padding-top: 15px !important;padding-right: 20px !important;padding-bottom: 25px !important;padding-left: 20px !important;background-color: #f1f5f8 !important;border-radius: 4px !important;}”][vc_column width=”1/6″ css=”.vc_custom_1467746880870{margin-right: -30px !important;}”][vc_single_image image=”12514″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_circle_2″ onclick=”custom_link” link=”https://oniquenutrition.com/blog/sobre/”][/vc_column][vc_column width=”5/6″]

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.