Treinamento funcional: tudo que você precisa saber sobre a mais eficiente modalidade para perda de peso, ganho de força e equilíbrio

Compartilhe esse artigo!
Por  Patricia Bombardi  |  Educadora Física - CREF 100563-G/SP Publicado em 05 de setembro de 2016 | Atualizado em 05 de setembro de 2016

O treinamento funcional é eficaz para trabalhar várias capacidades físicas em uma aula. A frequente participação nessa modalidade auxilia em uma melhora cardiovascular, equilíbrio, ganho de força e na perda de peso.

Para quem deseja alcançar diversos benefícios de uma só vez, ao invés de somente hipertrofia, recorrer ao treinamento funcional é uma excelente escolha. Principalmente, quando a musculação, zumba, GAP ou qualquer outra atividade se tornar entediante.

O treinamento funcional é facilmente realizado em parques, em casa ou até em um salão do condomínio, pois não é necessário um alto investimento na aquisição de máquinas e acessórios.

Vamos conhecer melhor o que é e como pode ser feito esse treino. Bora lá?

O que é?

treinamento funcional o que é

O treinamento funcional, parte do princípio que os movimentos realizados fazem parte do dia a dia. Como assim? Correr, saltar, sentar, guardar algo no armário, são movimentos que utilizam diversos músculos do seu corpo ao mesmo tempo e utilizando o próprio peso corporal.

Não se trata de escolher os movimentos livres e realizar de qualquer forma sem uma prescrição orientada, pois ao fazer um treinamento funcional, iniciamos os movimentos do mais simples ao mais complexo, promovendo adaptações e respeitando uma progressão.

O treinamento não é dividido por grupos musculares e sim por movimentos realizados. Como empurrar, puxar, saltar.

Como surgiu?

O treinamento funcional teve sua origem com os Fisioterapeutas na reabilitação, utilizando movimentos realizados no dia a dia, durante a terapia. Ao descobrir os benefícios do método, os profissionais de Educação Física fizeram adaptações para aplicação do método no aprimoramento de funções e capacidades físicas de seus alunos.

Treinamento funcional: benefícios

treinamento funcional benefícios

Além de trazer todos os benéficos já citados, ele promove resistência, auxilia na mobilidade, agilidade e estímulos neurais.

Postura e Fortalecimento

Como os exercícios são livres é essencial manter a postura ereta, dessa forma, é possível ativar os músculos do core (abdômen), propiciando o fortalecimento e diminuição de eventuais dores nessa região.

Equilíbrio

Os exercícios para ativar a propriocepção, não são parecidos com os circenses que muitas vezes vemos pela internet afora. Não se trata de ficar em cima de uma bola praticando o equilibro. Ele é desenvolvido conforme aumenta a dificuldade e, pode ser realizado em movimentos unipodais (um pé no chão).

Flexibilidade

Para quem tem encurtamento muscular, é uma boa oportunidade para desenvolver a flexibilidade e melhorar a mobilidade articular e nas atividades diárias diminuindo o risco de lesões.

Ativação neuromuscular e Coordenação

Alguns exercícios solicitam a concentração e consequentemente aquela parte neuromuscular que você nem imaginava que era ativada durante um exercício. É uma combinação do sistema nervoso (neural) e o sistema muscular.

Velocidade

 É a capacidade de atingir maior rapidez de reação e de movimento. As atividades do dia a dia, podem ser realizadas mais facilmente, durante a transferência de movimento, ao mudar de uma tarefa para outra.

Treinamento funcional para perda de peso: porque emagrece

O objetivo da grande maioria é o emagrecimento e por conta do recrutamento de fibras e o movimento realizado solicitar o envolvimento de grandes grupos musculares, a parte cardiovascular é constantemente trabalhada, deixando o exercício intenso facilitando o emagrecimento.

Treinamento funcional para ganho de força

treinamento funcional para ganho de força

O ganho de força está relacionado aos movimentos realizados, pois através de uma flexão de braços, o aumento está inteiramente interligado com a força no abdômen, costas, braços e com o corpo todo formando um elo.

Para Campos e Coraucci Neto (2014), a força é uma capacidade imprescindível para a manutenção ou aprimoramento da capacidade funcional do ser humano, sendo a base para a resistência muscular, velocidade, equilíbrio, coordenação e flexibilidade.

Esse ganho de força é diferente um treinamento de força na musculação e, se mostra a intervenção mais eficaz em qualquer tipo de público. (Teixeira e Guedes Jr. 2009; 2010)

Treinamento funcional para equilíbrio

O equilíbrio é constantemente ativado durante os exercícios, nada de ficar em cima de uma bola para ganhar equilíbrio.
Ele pode ser utilizado em um simples movimento como o afundo ou equilíbrio unipodal

Treinamento funcional para iniciantes

O treinamento funcional pode ser realizado por qualquer pessoa, desde o iniciante ao avançado. Tudo gira em torno de periodização, realizando os movimentos mais simples e aos poucos os mais complexos.

Como é o treinamento: exercícios funcionais mais praticados

No treinamento funcional, os exercícios mais praticados são os mais simples e que utilizam todos os músculos do corpo. Veja alguns exemplos:

Flexão de braços

Esse exercício, além de trabalhar o famoso músculo do tchauzinho, o Tríceps, tem o recrutamento de outros músculos como: Peitoral, Peitoral Maior, Deltóide Anterior, Abdômen (pela contração), Lombar (pela postura).
O movimento pode ser realizado por iniciantes e avançados. Para dificultar: ao invés de deixar os joelhos apoiados, deixe apenas as pontas dos pés. Como se fosse o movimento de prancha isométrica.

Agachamento

Esse exercício também pode ser realizado por qualquer pessoa, do iniciante ao avançado, atentos ao movimento e postura.

Pular corda

Esse é um excelente exercício cardiovascular. É muito indicado como substituto as esteiras e bikes, pois além de trabalhar as pernas, tem uma grande ativação no corpo todo, fazendo com que todos os músculos e o sistema nervoso seja recrutado para sua execução.

Equipamentos para treinamento funcional

O treinamento funcional não exige que seja feito grandes investimentos, porém a medida em que o treinamento se intensifica, é interessante a aquisição de alguns acessórios para poder dificultar e incrementar os exercícios.

Bosu

Equipamentos para treinamento funcional bosu

Kettebell

Equipamentos para treinamento funcional kettebell

Rubber Band

Equipamentos para treinamento funcional rubber band

Chapéu Chinês (Agilidade)

equipamentos para treinamento funcional chapéu chinês

Treinamento funcional na praia

Treinamento funcional na praia, tem uma grande vantagem: a vista! Além disso a areia dificulta muito os movimentos, queimando mais calorias.

Pela dificuldade da areia, o bumbum, pernas e abdômen estão sempre em ação, fortalecendo e exigindo muito mais do seu corpo comparado ao exercício na academia. Além disso, a força é mais requisitada para realização dos exercícios.

treinamento funcional na praia

Os melhores horários são no início da manhã ou no final da tarde, que o sol não está muito forte. Outra dica importante é se hidratar sempre durante a atividade, seja ela realizada em locais fechados ou abertos, como na praia.

Treino funcional x musculação

A partir do momento em que você sabe qual o seu objetivo, fica fácil definir qual é a modalidade que mais se encaixa para trazer os benefícios desejados.

Os dois tipos de treinamento são importantes e se complementam, porém, quando o objetivo é hipertrofia o mais indicado é a musculação. Sabemos que para que a hipertrofia muscular ocorra, é necessário o envolvimento de cargas e intensidades.

Para o emagrecimento, as duas opções são válidas. É possível emagrecer fazendo musculação e o treinamento funcional, os dois serão responsáveis por uma definição muscular e redução de gordura.

No treinamento funcional a capacidade cardiorrespiratória é mais estimulada e intensificada do que na musculação.

Entretanto, alguns movimentos do treinamento funcional, podem ser realizados em uma sala de musculação, promovendo algumas capacidades que não são ativadas durante a musculação.

No treinamento funcional, o afundo, por exemplo, pode ser feito segurando uma bola e ao mesmo tempo realizando uma rotação de tronco, solicitando ainda mais os músculos do abdômen.

No treinamento funcional, o exercício supino reto, por exemplo, pode ser realizado em uma bola suíça. Esse exercício exige, além da força nos braços, ativação dos músculos do abdômen para que se consiga manter o equilíbrio sobre a bola, durante a execução.

Já o agachamento, outro exercício tradicional, faz parte dos dois tipos de treinamento, por se tratar de um exercício completo e essencial para o corpo todo.

A diferença é que na musculação muitos exercícios são realizados em máquinas, prejudicando algumas capacidades físicas, porém auxiliando no ganho de força, ao contrário do treinamento funcional, onde o objetivo é melhorar as capacidades físicas e realizar movimentos próximo do realizado no dia a dia.

Gianoni (2011) afirma que a principal característica do treinamento funcional é que o mesmo visa o desenvolvimento do corpo como um todo, ou seja, o corpo humano é tratado como uma unidade e o treinamento de força, principalmente hipertrofia muscular, segmenta o corpo e o trata de forma isolada (por grupamentos musculares).

Conclusão

É difícil escolher uma modalidade, pois dependendo do objetivo ela se complementa. Cada uma com um objetivo diferente, de um lado temos como foco principal a força e, do outro as capacidades físicas como: flexibilidade, potência, agilidade, velocidade.

O treinamento funcional é “mara”! Ele vai desenvolver o seu corpo como um todo, definindo, emagrecendo e te ajudando nas tarefas diárias, fazendo com que os movimentos fiquem mais naturais e fáceis de realizar.

A musculação é também é “mara”! Ela trabalha a força e bastante definição muscular. O emagrecimento também é atingido com ela e a redução de gordura corporal.

Independente da atividade escolhida, os benefícios são enormes, que com certeza fará toda a diferença na sua vida, além de dar disposição e bom humor. Pode-se alternar dias de treinamento funcional e musculação. Tudo depende da sua disposição e objetivos. Conheça, experimente e faça sua escolha. As apostas estão na mesa!

Patricia Bombardi

Educadora Física

Formada em Educação física, atua em academia como Professora e em condomínios como Personal Trainer, focada em musculação e treinamento funcional. Procura fazer a diferença na vida da aluna, entendendo e compreendendo as suas necessidades.

Artigos Relacionados

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.